Estuprador é violentado por maníaco dentro de presídio



Edson Delfino está preso pelo estupro e morte de Kayto; Bugiganga (dest.) é uma vítima do maníaco

Bugiganga abusou de mulher em assalto a uma casa no Santa Rosa; Delfino estuprou e matou garoto de 10 anos

Agentes prisionais que pediram para ter a identidade preservada confirmaram, nesta terça-feira (3), que o assaltante Lindomar Nunes Carvalho, o “Bugiganga”, de 18 anos, foi estuprado pelo maníaco Edson Alves Delfino, condenado a 35 anos pelo assassinato do garoto Kayto Guilherme Pinto, em 13 de abril de 2009.

Lindomar está preso sob acusação de assaltar e estuprar uma das vítimas da ação criminosa ocorrida no início de dezembro, no bairro Santa Rosa, em Cuiabá. Ele agiu em companhia de mais dois cúmplices, que ainda não foram localizados.

Preso no último dia 28 de dezembro, ele teria sido abusado pelo maníaco na noite seguinte, numa das celas da Penitenciária Central do Estado (PCE), no bairro Pascoal Ramos, onde está preso.

Conforme MidiaNews apurou, a informação inicial do estupro foi repassada por familiares de outros detentos de celas próximas onde ocorreu o fato, que comentaram o assunto, durante a visita ocorrida no último domingo (1º).

Agentes prisionais descobriram a violência sexual contra o assaltante no dia seguinte, ao estranhar algumas marcas de arranhão em seu corpo.

Como Lindomar não quis dizer o que ocorreu, os agentes o trocaram de cela e, em conversa com presos de outras celas, descobriram o que, de fato, havia acontecido.

Ao saber do ocorrido, a direção da unidade prisional transferiu Lindomar para outro setor. Ele teria sido levado para a Ala Evangélica.

“Não temos informação de que ele (Lindomar) registrou queixa de estupro contra o Edson”, informou um agente prisional.

Caso isso tivesse ocorrido, Edson teria sido autuado em flagrante pelo crime sexual. Lindomar está preso por roubo e estupro.

Aos policiais que o prenderam, Lindomar confessou o estupro de uma das vítimas do roubo, no bairro Santa Rosa. Ele relatou que, após recolher os pertences das vítimas, numa casa da Rua Portugal, um adolescente de 17 anos – terceiro participante do assalto – o chamou para subir até o primeiro piso onde estavam as duas mulheres.

Lá, ele estuprou uma delas e o adolescente tentou fazer o mesmo com a outra, que o alertou que havia sido submetida, recentemente, a uma cirurgia.

Os ladrões invadiram a casa de classe média-alta, por volta das 19h30 do dia 30 de novembro, aproveitando que uma das mulheres chegava com uma criança.

Uma das vítimas que estava no terraço da casa percebeu e gritou com a mulher. Dois assaltantes que se aproximavam dela a renderam.

Um dos ladrões ficou prensado no portão eletrônico e ameaçou atirar na criança, caso ela reagisse.

Caso Kayto

O pedreiro Edson Alves Delfino foi acusado de violentar e assassinar o estudante Kaytto Guilherme do Nascimento Pinto, de 10 anos, no dia 13 de abril de 2009, dia em que o garoto desapareceu. Ele jogou o corpo do garoto em um matagal nas proximidades do Residencial Paiaguás, onde o menor morava.

Edson já havia sido condenado por crime idêntico ocorrido em 1999 no interior do Estado, mas estava em liberdade condicional. Ele foi preso na Serra de São Vicente, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em um ônibus que seguia rumo a Campo Grande (MS).

Delfino trabalhou como porteiro no Residencial Paiaguás e teria instalado uma pia na cozinha do apartamento da vítima. Edson teria conquistado a confiança do menor na época, proximidade que pode ter facilitado o crime.

O pedreiro foi condenado na Justiça por violentar e matar uma criança também de 10 anos de idade na cidade em Primavera do Leste há 10 anos.

MidiaNews/Polícia Civil

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s