Bombeiros resgatam duas pessoas de escombros de igreja em Diadema

igreja
Após mais de 12 horas de trabalho, os bombeiros resgataram por volta das 3h30 desta quinta-feira (16) duas pessoas com vida dos escombros de uma igreja evangélica que desabou em Diadema (Grande São Paulo). Uma terceira pessoa continua desaparecida.

Um dos feridos tem 23 anos e foi levado pelo helicóptero Águia ao pronto-socorro do Hospital das Clínicas. Outro homem resgatado de 44 anos foi levado ao pronto-socorro do Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André. O acidente ocorreu por volta das 15h durante uma cerimônia em uma igreja Assembleia de Deus na rua Jacarandás, no bairro Eldorado. O prédio estava passando por obras de reforma sem a autorização da prefeitura.

Outras três pessoas foram resgatadas com ferimentos leves. Entre elas, duas crianças – um menino de cinco anos e uma menina de um ano e dez meses. Elas foram levadas ao Pronto Socorro Central de Diadema.

Uma mulher que passava pelo local na hora do desabamento também machucou a cabeça, foi atendida no hospital e liberada em seguida.

Por volta das 6h, ao menos 19 equipes do Corpo de Bombeiros continuavam buscando uma possível vítima no local do desabamento. Testemunhas e familiares relataram aos bombeiros que uma mulher estaria no culto no momento do acidente.

ALVARÁ

A igreja disse que havia começado a construção de uma garagem nos fundos do imóvel, mas a obra não tinha alvará, segundo a Prefeitura de Diadema. A administração municipal afirma que, após receber denúncias de remoção de terra, foi até o local e determinou que a obra fosse paralisada até a apresentação do alvará da construção.

O pastor Kaíque Nicolau de Lima, assessor jurídico da Assembleia de Deus de Diadema, disse que a igreja havia paralisado a construção da garagem. Ele estava no templo no momento do acidente.

Segundo ele, a igreja recebeu na segunda-feira (14) uma notificação da Secretaria da Habitação da cidade determinando a paralisação da obra até que a documentação da reforma fosse apresentada, mas disse que os trabalhos já haviam sido suspensos. “A construção estava parada havia duas semanas, antes do aviso.”

Lima também confirma que a obra não tinha toda a documentação necessária. Segundo ele, o imóvel onde funciona a igreja é antigo. “O templo tem 60 anos e tinha capacidade para 300 pessoas. Na tarde de quarta acontecia um culto de libertação com aproximadamente 15 pessoas que estavam no templo”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s