Operador de máquina é preso suspeito de matar esposa com 40 facadas, na PB

16641736280003622710000

Luana foi morto com 40 golpes de facadas

Um operador de máquina, de 35 anos, foi preso nessa quinta-feira (14) sob acusação de matar a esposa Luana Teixeira da Silva, de 19 anos, com 40 golpes de faca. O crime ocorreu em fevereiro deste ano na casa do casal, no Conjunto Acácio Figueiredo, em Campina Grande. A motivação do crime teria sido ciúme, conforme apontou levantamento feito pelo delegado Francisco de Assis, que presidiu o inquérito policial. De acordo com o delegado Francisco de Assis, da Delegacia de Homicídios de Campina Grande, o suspeito foi preso na fábrica onde trabalhava por força de um mandado de prisão expedido pela Justiça local. Foram cinco meses de investigações e uma série de contradições que levaram a Polícia Civil a elucidar o crime.

“Quando o corpo foi descoberto, o marido da vítima disse que o imóvel tinha sido arrombado e levados alguns objetos, mas a versão foi derrubada na investigação. Dinheiro em local de fácil acesso foi achado. Outro ponto divergente foi a simulação do suspeito em passar mal e chamar o Samu enquanto a perícia estava dentro do imóvel. O serviço de saúde constatou que o homem estava em perfeita saúde”, disse o delegado.

Um dos pontos da investigação foi a forma como o corpo foi encontrado e o mecanismo usado para matar a dona de casa. “A mulher estava em trajes íntimos e sem nenhum hematoma, conforme atestou o laudo. Isso configura que o crime foi praticado por alguém de confiança da vítima. A versão foi confirmada na investigação de que apenas o marido da dona de casa esteve no imóvel do casal”, comentou o policial.

Segundo Francisco de Assis, a motivação foi ciúme da mulher. “Não tenho menor dúvida de que ele matou a esposa por ciúme”, falou.

Na delegacia, mesmo na presença dos advogados, o homem preferiu ficar em silêncio e não respondeu às perguntas do delegado. O operador de máquina foi indiciado por homicídio duplamente qualificado e levado para o Presídio Padrão de Campina Grande onde ficará a disposição da justiça.

Portal Correio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s